TATUAGENS


A tatuagem é uma das formas de modificação do corpo mais conhecidas e cultuadas do mundo. Vamos neste estudo conhecer mais a fundo o que nos diz a palavra de Deus sobre tal prática.



TATUAGENS


A tatuagem é uma das formas de modificação do corpo mais conhecidas e cultuadas do mundo. Trata-se de uma arte permanente feita na pele humana que, tecnicamente, consiste em uma aplicação subcutânea obtida através da introdução de pigmentos por agulhas.

Esse procedimento, durante muitos séculos, foi completamente irreversível (embora, dependendo do caso, as técnicas de remoção atuais possam deixar cicatrizes e variações de cor sobre a pele). 




Em nosso tempo, a prática da tatuagem está cada vez mais aceita pela sociedade, sendo "desmarginalizada" em nossa cultura; onde pessoas cada vez mais jovens e idosas estão buscando esta forma de "arte" em seus corpos.



MAS E SEGUNDO A PALAVRA DE DEUS? A TATUAGEM É PERMITIDA?

Pelos mortos não ferireis a vossa carne; nem fareis marca nenhuma sobre vós. Eu sou o SENHOR." - Levítico 19:28

Primeiramente queria deixar esclarecido de que neste estudo não estou colocando em pauta o caráter moral dos que são tatuados.

Uma tatuagem feita por aqueles que desconheciam a verdade, não sinaliza em hipótese nenhuma sua índole perante a sociedade e tão pouco perante Deus.
O propósito é trazer a verdade sobre a vontade de Deus para Seu povo e assim aos que a obedece; possam receber as bençãos do céus prometidas à todos que são fiéis.

Devemos nos atentar de início que segundo Gênesis 1:26, Deus nos criou á Sua imagem. Logicamente que se fosse da vontade do Criador que possuíssemos alguma gravura no corpo, Ele teria projetado tal em nós.

Mas a grande problemática é a falha na tradução de Levítico 19:28 que nos dá o falso entendimento de que o proibitivo seria fazer dilaceração e marcas no corpo em culto ou memorial aos mortos.


Mas vamos agora examinar esta questão de forma aprofundada de LEVÍTICO 19:28

Tradução JFA (João Ferreira de Almeida)

"Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos; nem no vosso corpo imprimireis qualquer marca. Eu sou o Senhor." 


Tradução NVI (Nova Linguagem Internacional)

Não façam cortes em seus corpos por causa dos mortos, nem tatuagem em si mesmos. Eu sou o Senhor." 


Escrito original no hebraico

נֶפֶשׁ נָתַן שָׂרֶטֶת בָּשָׂר נָתַן קַעֲקַע יְהוֹוָה

(nephesh nathan seret basar nathan qa Ìaqa Ì Y ̂ehovah)


Então, claramente nas traduções retiradas do texto original, podemos ver que a proibição de se fazer tatuagens é em culto aos mortos. Mas será que tais traduções foram feitas de forma coerente com a verdade?

Vamos conferir nas imagens abaixo o verdadeiro significado de nephesh e as palavras hebraicas que realmente significam "mortos".



A palavra "Nephesh"

Nephesh jamais significa os mortos e sim alguém vivo, uma pessoa viva!



Então tal palavra não pode ser empregada à alguém em estado de falecido ou à qualquer ser espiritual ou que esteja morto.



A palavra "Muwth"

Encontramos em Êxodo 4:19 a palavra מוּת (muwth), que tem como significado da ação de morrer, matar e executar.



Tal palavra também não se encaixaria no contexto de o procedimento da tatuagem estar sendo voltada ao culto aos mortos caso esta fosse encontrada em Levítico 19:28



A palavra "Maveth"

Em Levítico 11:31 encontramos a palavra מָוֶת (maveth) designação voltada à animais mortos.

Tal não serve apenas para animais e sim para qualquer ser que se tornou morto.

Esta palavra se encaixaria no contexto de Levítico 19:28 para sinalizar um culto aos mortos se fosse o caso.


A palavra "Chalal"


Encontramos na passagem de Números 23:24 a palavra חָלָל (chalal).Usada em uma benção proferida por Balaão ao povo de Israel e que também pode ser apregoada aos mortos.



A palavra "Harag"

Em Josué 10:11 aparece a palavra הָרַג (harag) referindo-se ao ato de matar.


A palavra הָרַג (harag) não se encaixaria no contexto da proibição da tatuagemde Levítivo 19.



CONCLUSÃO

Não foram encontradas palavras que dessem base que o procedimento de tatuagem foi proibido apenas em ocasiões nas quais se prestavam cultos pagãos aos mortos. As palavras adequadas seriam Maveth ou Chalal.

Então, segundo os escritos originais, a mensagem está alertando à nenhuma pessoa fazer dilacerações ou marcas em seu corpo. Não apenas em cultos ou memoriais aos mortos mas sim, em nenhuma circunstância.