A predestinação


A predestinação é um assunto que sempre traz muitos debates dentro das diversas denominações cristãs. Alguns acham que ela não existe, pois seria injusta, enquanto outros veem claramente a menção dela na Bíblia.

A predestinação é bíblica?


A predestinação é um assunto que sempre traz muitos debates dentro das diversas denominações cristãs. Alguns acham que ela não existe, pois seria injusta, enquanto outros veem claramente a menção dela na Bíblia, porém, com opiniões bem diferentes a respeito da forma como Deus predestina pessoas. Nesse estudo pretendo explicar (de forma simplificada) o significado dela e o que pensam os dois principais grupos (arminianos e calvinistas) a respeito da predestinação.


O QUE É PREDESTINAÇÃO?

Predestinação significa algo que já foi determinado, ou decidido. A predestinação é aquilo que Deus já determinou que vai acontecer.

Então uma pessoa predestinada é aquela na qual sua vida já foi traçada por Deus em ser obediente para a salvação ou ser pecador para a condenação desde seu nascimento.



Vamos analisar esta situação á luz da bíblia

"Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos; e aos que predestinou, a estes também chamou; e aos que chamou, a estes também justificou; e aos que justificou, a estes também glorificou." - Romanos 8:29-30

"e nos predestinou para sermos filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, nele, digo, no qual também fomos feitos herança, havendo sido predestinados conforme o propósito daquele que faz todas as coisas segundo o conselho da sua vontade," - Efésios 1:5,11


Vejamos as duas vertentes de tal compreensão:

A) A preordenação de Deus dos acontecimentos, de forma que as coisas que acontecem não podem ir contra os decretos divinos e nem frustrar os planos de Deus: "porque verdadeiramente se ajuntaram nesta cidade contra o teu santo Servo Jesus, ao qual ungiste, Herodes e Pôncio Pilatos, com gentios e gente de Israel, para fazerem tudo o que a tua mão e o teu propósito predeterminaram" (Atos 4:27-28). Isso significa que os homens têm suas responsabilidades, mas as ações humanas não podem frustrar os planos de Deus para cada vida e para o mundo.

B) O ato de escolha de Deus dos indivíduos que são salvos. Ou seja, quando Deus escolhe certos indivíduos para receber a Sua salvação gratuita. A predestinação está amplamente ligada a uma outra palavra, a eleição. Eleição é o ato de Deus eleger pessoas e salvá-las da condenação do pecado através de Sua graça. Essas pessoas passam a realizar uma missão especial no mundo, que é a missão de proclamação do evangelho de Deus: "Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas" (Efésios 2:8-10).


Saindo agora dos conceitos, vejamos alguns textos bíblicos que falam a respeito da predestinação:

"Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou." (Romanos 8:29-30)

"assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade..." (Efésios 1:4-5)

"Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados pelo Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade" (2Tessalonicenses 2:13)



Esses são apenas alguns dos diversos textos bíblicos que falam a respeito da predestinação, da escolha de Deus para a salvação. Isso nos leva de antemão a concluir que a Bíblia fala sim de uma predestinação realizada pelo Deus Todo Poderoso.

Não há como negá-la quando avaliamos as escrituras. Mas o grande debate está na forma como Deus faz essa escolha com relação a salvação de alguns indivíduos e a condenação de outros. Dentro desse assunto temos duas correntes principais de pensamento:


A) Deus escolheu aqueles que Ele já sabia que iriam crer. Esse grupo argumenta que Deus olhou o futuro e viu claramente quais homens responderiam à fé salvadora, quais pessoas aceitariam o evangelho em suas vidas e, então, predestinou esses à salvação de acordo com a sua presciência dos fatos. Assim, Deus predestina essas pessoas com base na escolha positiva que Ele sabia que elas iriam fazer. Dentro desse pensamento se aceita que o homem pode resistir ao chamado de Deus, ou seja, podem dizer não ao chamado que Deus realiza, pois podem exercer a sua livre vontade.

B) Deus escolheu aqueles que Ele mesmo selecionou baseado na vontade Dele, independente dos méritos da pessoa. Esse grupo argumenta que a Bíblia indica que Deus não olhou o futuro e nem uma aceitação das pessoas à fé, antes, Ele escolheu antes da fundação do mundo aqueles que seriam salvos e os conduz até a salvação por Seu livre desejo. Por meio da fé e da graça salvadora, que é irresistível, ou seja, uma vez que Deus toca no coração dessa pessoa, ela sempre irá responder positivamente à fé, pois é uma eleita de Deus. Dentro desse pensamento não se aceita a ideia de que o homem possa dizer não ao chamado de salvação de Deus, pois, essa pessoa já foi escolhida, logo, Deus executa a Sua vontade (através do meio que ordenou para isso, a pregação do evangelho) e a pessoa sempre irá responder positivamente a esse chamado por conta da ação do Espírito Santo no coração dela.


REFLEXÃO

Primeiramente devemos nos atentar de que, segundo Romanos 2:11, Deus não faz acepção de pessoas e segundo Salmos 7:11 e 145:17, Deus é Justo.

A idéia da predestinação total coloca Deus numa posição em que Ele escolheria "a dedo" quem se salvaria e quem seria condenado. Onde mesmo aquele que tentasse ir pelo bom caminho, não conseguiria e aquele que tentasse se desviar também não. Tudo por determinação e manipulação Dele.

Então podemos pensar que todos os sacrifícios de crianças em cultos à Baal, a apostasia de Israel que foi duramente castigada entregue à fome, peste, morte e escravidão foi predestinado (influenciado), por um Deus no qual Ele mesmo os sentenciou de tal forma?

E o dilúvio feito por causa das iniquidades; foi Deus quem predestinou os iníquos?

Vamos analisar alguns escritos:

Pois isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade." - 1 Timóteo 2:3-4

Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te conduz ao arrependimento? Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da revelação do justo juízo de Deus," - Romanos 2:4-5


Segundo citado acima, Deus deseja que todos os homens se arrependam de seus pecados e sejam salvos e que Ele nos conduz (orienta) para o caminho certo, mas que o coração endurecido, que não deseja abandonar suas paixões mundanas não tem interesse em segui-Lo.

Pois se fosse Deus quem determinasse quem seria santo ou pecador, por qual propósito haverá um juízo no fim dos tempos onde a humanidade seria julgada pelos seus atos? (Apocalipse 20:11-15).


MAS EM RELAÇÃO À PREDESTINAÇÃO MENCIONADA NA BÍBLIA?

De acordo com todo o contexto Bíblico e não apenas apoiado em versículos isolados, a predestinação de Deus não é exclusivista e nem determinista.

Àqueles que aceitam os desígnios de Deus estão sim predestinados à salvação. Trata-se de uma predestinação de caráter e não seletiva.

Deus sim possui uma onisciência ao saber quem está suscetível à salvação e à condenação mediante o coração do homem. Porém tal onisciência não é causativa. Apenas porque Deus conhece o percurso natural da história que é influenciada pelas consequências mediante as atitudes dos homens que possuem seu livre arbítrio.


Deus sim elabora os aspectos gerais para a salvação predeterminando qual a forma de caráter e conduta será necessária para que a alcancemos.