Mulheres Podem Pregar na Igreja?

Existe muita divergência no mundo cristão sobre esta passagem. Há denominações que admitem que mulheres preguem em seus púlpitos e também assumam cargos ministeriais.

Mas há de fato alguma proibição bíblica a respeito de mulheres subirem nos púlpitos para pregar a palavra de Deus?



Mulheres podem pregar na igreja?


Existe muita divergência no mundo cristão sobre esta passagem. Há denominações que admitem que mulheres preguem em seus púlpitos e também assumam cargos ministeriais.

Mas há de fato alguma proibição bíblica a respeito de mulheres subirem nos púlpitos para pregar a palavra de Deus?


"as mulheres estejam caladas nas igrejas; porque lhes não é permitido falar; mas estejam submissas como também ordena a lei. E, se querem aprender alguma coisa, perguntem em casa a seus próprios maridos; porque é indecoroso para a mulher o falar na igreja." - 1 Coríntios 14:34-35


Apesar do texto acima estar bem claro, não dando espaço para questionamentos; há muitas denominações que defendem que há também nas escrituras passagens que deixam a entender de que mulheres pregavam. Vamos analisa-la:

"partimos novamente no dia seguinte em direção a Cesaréia. Entrando em casa do evangelista Felipe, que era um dos sete, lá ficamos. Ele tinha quatro filhas virgens que profetizavam". - Atos 21:8-9



Muitos utilizam desta passagem acima para dar embasamento na liberação de mulheres assumirem cargos ministeriais ou pregarem no púlpito.

Porém nesta situação podemos ver claramente de que as filhas de Felipe profetizavam em casa.

Profetizar não é o mesmo que assumir um cargo ministerial e pregar, ensinar. Uma mensagem de Deus pode ser entregue não só à homens e sim à mulheres, crianças e até mesmo à um jumento (Números 22:28). E não por isso que uma criança ou jumento irão assumir algum ministério.

Derramar o Espírito Santo sobre as mulheres não significa que poderão assumir autoridade sobre os homens e tão pouco assumir cargo ou pregar nas igrejas. Se tal texto fizesse referência à tais, obviamente que o apóstolo Paulo não se levantaria contra a palavra de Deus deixando tal instrução de 1 Coríntios 14:34-35.

Concluirmos que tal ordenança fosse particular à igreja de Corinto é no mínimo absurda. Pois o capítulo se trata de ordem nas igrejas e será que tal ordem deveria ter apenas na igreja de Corinto? Não podemos isolar os conselhos dos apóstolos por região, pois há mandamentos que foram lembrados em uma igreja e não em outras; então poderemos arrazoar de que em algumas regiões tais mandamentos de Deus não eram válidos?



Em todas as sagradas escrituras, não vemos as mulheres assumindo autoridade espiritual sobre os homens. Nem nos cultos nas sinagoga ou nas igrejas, tais possuíam algum ministério litúrgico e/ou se levantavam na frente do culto para serem ensinadoras da doutrina.

Tal posicionamento está espiritualmente relacionado ao ensino de Paulo quanto a hierarquia entre Deus, homens e mulheres:

Quero porém, que saibais que Cristo é a cabeça de todo homem, o homem a cabeça da mulher, e Deus a cabeça de Cristo." - 1 Coríntios 11:3


O contexto está totalmente claro que se trata da forma de culto que agrada a Deus.