Os dias, meses, tempos e anos de Gálatas 4


Estava Paulo repreendendo os Gálatas por guardarem o dia do sábado e abolindo toda a lei de Deus na sua carta aos gálatas?


OS DIAS, MESES, TEMPOS E ANOS DE GÁLATAS 4



ESTARIA PAULO CONDENANDO A GUARDA DO SÁBADO EM GÁLATAS 4:8-11?

"Outrora, porém, não conhecendo a Deus, servíeis a deuses que por natureza não o são; mas agora que conheceis a Deus, ou antes, sendo conhecidos por Deus, como estais voltando outra vez aos rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis ainda escravizar-vos? Guardais dias, e meses, e tempos, e anos. Receio de vós tenha eu trabalhado em vão para convosco". . . . - Gálatas 4:8-11.

________________________________

Está Paulo repreendendo os judaizantes por ensinar que os novos cristãos "tinham que guardar os sábados e os demais dias santos como parte de seu compromisso com Cristo"? Para responder a estas perguntas precisamos determinar se a observância de "dias, e meses, e tempos, e anos" pelos gálatas refere-se aos feriados pagãos supersticiosos ou aos festivais bíblicos, inclusive o sábado.


DIAS SUPERSTICIOSOS PAGÃOS OU DIAS SANTIFICADOS POR DEUS?

Antes de querermos entender a verdadeira mensagem de Paulo aos gálatas devemos primeiramente conhecer um pouco deste povo e de suas crenças religiosas.

Os gálatas eram um povo celta da antiguidade. Habitantes da antiga região da galácia; no centro da atual Turquia.

O termo "celta" normalmente era utilizado para identificar um povo que viveu seu auge no século 4 a.C. que ocupou aquela região noroeste do continente europeu e ilhas britânicas.

Como se dividiam em várias tribos independentes, os celtas também acabaram cultuando muitas lendas e deuses diferentes em cada região que se espalhavam. Eram um povo politeísta.

E além de politeístas, eram também devotos de um calendário celta carregado de misticismos; o calendário chamado Roda do Ano.


A Roda do Ano

A Roda do Ano era o calendário que simbolizava a concepção de tempo dos celtas, semelhante ao zodíaco; que era um tanto diferente de nosso calendário atual. Eles não viam o tempo de forma linear, mas circular. E não levavam em conta somente o ciclo solar, mas também os ciclos lunares.

Nessas ocasiões, eram homenageadas duas divindades: A "deusa mãe"; que simboliza a própria Terra, e o "deus Gamo", que simbolizava os animais e todo o restante da vida selvagem.


Os gálatas possuíam oito festividades místicas a partir deste calendário:

  • Ostara

  • Yule

  • Imbolc

  • Samhain

  • Beltane

  • Litha

  • Lammas

  • Mabon

E cada uma destas festividades pagãs eram ricas em superstições relacionadas aos deuses celtas.

O contexto claramente indica que Paulo repreende os gálatas por voltarem a seus dias de paganismo recorrendo a seu calendário pagão. Destarte, a questão não é sua adoção de dias santos, mas o retorno deles à observância de dias supersticiosos pagãos. Pois como eram devotos de uma crença pagã; não poderiam estar voltando à algo da doutrina de Deus. Coisa que não conheciam.


Observamos isso especialmente ao lermos o versículo 8 no que diz:

"Outrora, porém, não conhecendo a Deus, servíeis a deuses que por natureza não o são"


Obviamente que Paulo não estava se referindo ao calendário festivo de Deus (ordenado por ELE), ou muito menos ao mandamento do sábado; escrito pelo próprio dedo Dele, em "servir outros deuses que por natureza não são".



AGORA, VAMOS ÀS ESCRITURAS

"Digo porém que, enquanto o herdeiro é menor de idade, em nada difere de um escravo, embora seja dono de tudo. No entanto, ele está sujeito a guardiães e administradores até o tempo determinado por seu pai. Assim também nós, quando éramos menores, estávamos escravizados aos princípios elementares do mundo. Mas, quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo da lei," - Gálatas 4:1-4


Agora, nesta outra situação, de que "aio" Paulo estava se referindo especificamente?

Lendo o livro de Gálatas desde o início logo vemos alguns sinais do que o apóstolo estava tratando:

  • "Pelo contrário, reconheceram que a mim havia sido confiada a pregação do evangelho aos incircuncisos, assim como a Pedro, aos circuncisos" - Gálatas 2:7

  • "Pois, antes de chegarem alguns da parte de Tiago, ele comia com os gentios. Quando, porém, eles chegaram, afastou-se e separou-se dos gentios, temendo os que eram da circuncisão." - Gálatas 2:12


Por fim, é no capítulo 5 que nos certificamos de qual "aio" Paulo estava tratando no qual os gálatas estavam sendo conduzidos pelos judaizantes a se submeterem.

"Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão. Ouçam bem o que eu, Paulo, lhes digo: Caso se deixem circuncidar, Cristo de nada lhes servirá." - Gálatas 5:1,2


E em sua despedida, o apóstolo toca mais uma vez na circuncisão:

" Os que desejam causar boa impressão exteriormente, tentando obrigá-los a se circuncidarem, agem desse modo apenas para não serem perseguidos por causa da cruz de Cristo." - Gálatas 6:12


ENTÃO NÃO. O LIVRO DE GÁLATAS NÃO SE REFERE AO SÁBADO DO SANTO MANDAMENTO DE DEUS.

Faça os downloads do estudo