A criação do mundo e a santificação do sétimo dia


Entenda como foram os passos da criação e a santificação do sétimo dia


A CRIAÇÃO DO MUNDO E A SANTIFICAÇÃO DO SÉTIMO DIA

"Assim foram acabados os céus e a terra, com todo o seu exército. Ora, havendo Deus completado no dia sétimo a obra que tinha feito, descansou nesse dia de toda a obra que fizera. Abençoou Deus o sétimo dia, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que criara e fizera". - Gênesis 2:1-3


Sábado. Criação de Deus Para o Nosso Benefício


Deus concebeu o sábado ao criar o nosso planeta. Em seis dias criou os céus e a terra. Mas, no sétimo dia, cessou Seu trabalho. Ele também abençoou o sétimo dia, o sábado, e o santificou (Gênesis 2:1-3).

O sábado não foi criado somente para os judeus. Jesus, em Marcos 2:27 disse: O sábado foi estabelecido por causa do homem. Ele é um presente maravilhoso concedido a toda a humanidade.


O sábado foi feito para o bem do homem. É um presente em forma de tempo dado ao homem para que ele possa focalizar toda a sua atenção em Deus.

Após criar o sábado na primeira semana, as Escrituras não falam mais nada a seu respeito até os israelitas estarem no deserto.

Deus enviou o maná durante seis dias e declarou o sétimo dia, o sábado, santo. Pouco tempo depois, Deus escreveu os Dez Mandamentos nas tábuas de pedras com o próprio dedo.


O quarto mandamento (Êxodo 20:8) é: "Lembra-te do dia de Sábado, para santificar. O Mandamento continua dizendo a todos para descansar no sétimo dia, o sábado, porque é o dia apontado por Deus quando criou os Céus e a terra."

Jesus veio a terra para tornar possível a todas as pessoas relacionarem-se corretamente com Deus. Jesus morreu na cruz e derramou seu sangue para assim haver perdão dos pecados.


O primeiro credo da igreja cristã foi a declaração, "Jesus é Senhor". O Senhor Jesus tinha algo a dizer a respeito do sábado em Marcos 2:27-28: "O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado; de sorte que o filho do homem é senhor também do sábado.".


A Bíblia nos diz que era costume de Jesus cultuar no sábado (Lucas 4:16).

Há várias passagens no livro de atos dos apóstolos, que nos dizem que Paulo cultuava no sábado, (Atos dos Apóstolos 18:4).

Com referência ao sábado, temos a ordem divina nos Dez Mandamentos, e os exemplos de Jesus Cristo e do apóstolo Paulo.


Determinar qual dia é o sábado é fácil. Israel é o relógio de Deus. Desde que o maná foi enviado no deserto até hoje, Israel nunca perdeu o ciclo semanal de sete dias.

Embora os calendários tenham, mudado, o ciclo semanal jamais foi alterado. O sétimo dia da semana no calendário é o mesmo sétimo dia da semana iniciado na criação.


O sétimo dia pode ser designado por diferentes nomes e receber números diferentes a cada mês, mas ele sempre foi o sétimo dia da semana.

Neste estudo, examinaremos todos os assuntos mencionados acima e outros mais.

Oro para que o coração e a mente de vocês sejam abertos para ouvir a verdade divina a partir da Palavra de Deus.


O Sábado e a Criação

A essência do Cristianismo é o homem ser trazido ao correto relacionamento com Deus. De fato, Deus criou o homem para desfrutar de um relacionamento de amor com ele.

Deus criou o homem (Gênesis 1:27) e, então, criou o sábado (Gênesis 2:1-4), como o período de tempo no qual Deus receberia toda a atenção do homem.

O sábado é um período de tempo, presenteado ao ser humano por Deus para o benefício da humanidade. No começo, bem no começo, não havia nada exceto Deus.


A partir desse "nada", Deus criou os céus e a terra. Gênesis, capítulo 1, nos conta que Deus falou, e então passou a existir um belo universo cheio de coisas vivas. Entre todas as coisas belas e vivas, não havia nenhum objeto ou ser que Deus amasse até criar o homem.

O homem foi criado de tal forma semelhante a Deus, que Deus podia amá-lo.


Esta semelhança é chamada "imagem de Deus". (Gênesis 1:27). O Homem foi criado perfeito e em harmonia com o resto da criação perfeita de Deus.


Em Gênesis 1:31 após Deus ter criado o universo, Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom Embora os céus e a terra estivessem prontos no sexto dia da semana da criação, havia uma coisa a mais a ser criada, o sábado. Gênesis 2:1-3 diz: "assim, pois, foram acabados os céus e a terra e todo o seu exército. E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera"


A bíblia não nos diz o que o homem fez no sétimo dia da criação, mas aquele fora o primeiro dia completo do homem na terra.

Naquele dia havia um homem perfeito relacionando-se com o Deus perfeito, que guardava o primeiro sábado - o sétimo dia. A primeira percepção do homem acerca de Deus seria vê-lo como Senhor do Sábado.

Neste primeiro Sábado da semana da criação, Deus descansava e se deleitava com sua criação e com seu relacionamento com o homem.


O Deus todo-poderoso não estava cansado da criação dos céus e da terra; no entanto, a Bíblia mostra que ele descansou no sétimo dia.


Santificar o sábado por meio do descanso foi o primeiro exemplo divino para o homem. Aqui "descanso" simplesmente significa que Deus parou, ou cessou seu trabalho criativo.

O descanso de Deus não foi o descanso da inatividade. Foi um descanso para distinguir seus atos de criação realizados nos seis dias anteriores.

Em segundo lugar, Deus abençoou o Sétimo dia. Isto significa que Deus conferiu ao sétimo dia uma MARCA especial de bondade. Ele Criou um tipo de benção para o sétimo dia não concedida a nenhum outro dia da semana.


Repare que nenhum outro dia da semana foi abençoado, somente o sétimo dia.

Em terceiro lugar, Deus SANTIFICOU, ou tornou santo, o sétimo dia. Ao santificar, ou tornar santo o sétimo dia, Deus declarou e tornou o sétimo dia um tempo santo ou consagrado.


Deus fez mais do que meramente descansar no primeiro sábado. "Deus abençoou o sétimo dia, e o santificou." (Gênesis 2:3).

Este foi o ato final de Deus durante a semana da criação. Ele tomou o último dia da semana da criação (o sétimo dia) e o separou como um dia especial.


Deus fez o sétimo dia, o Sábado, especial ao abençoá-lo e separá-lo dos outros seis dias. O sábado é parte da ordem da criação e tem sua origem naquele tempo.


No princípio, Criou Deus os Céus, a terra, o homem e o sétimo dia, o sábado. O sétimo dia foi a única parte da criação testemunhada por um ser humano. O descanso divino no sétimo dia seria o primeiro exemplo para o homem que, mais tarde Deus esperaria que seu povo seguisse.

Deus tirou os israelitas da escravidão do Egito e os levou ao deserto. Então, relembrou-lhes do princípio da guarda do sábado.


Deus usou o maná como lição prática, que prepararia os Israelitas para receberem o quarto mandamento. O maná foi uma lição de fé ensinada por Deus concernente ao seu dia. Deus deu instruções a respeito da colheita do maná no sábado. As instruções eram específicas e requeriam fé por parte dos ouvintes.

O maná foi uma lição sobre fé e guarda do sábado. Ao sexto dia, colheram pão em dobro, dois gômeres para cada um; e os principais da congregação vieram e contaram-no a Moisés. Respondeu-lhes ele: Isto é o que disse o Senhor: amanhã é repouso, o Santo Sábado do Senhor; o que quiserdes cozer no forno, cozei-o, e o que quiserdes cozer em água, cozei-o em água; e tudo o que sobrar separai, guardando para amanhã seguinte. (Êxodo 16:22-23).


"Os guardadores do sábado não são legalistas e sim CRIACIONISTAS, honrando o ato da criação do mundo pelas mãos de Deus e negando a heresia que é a teoria da evolução imposta pela ciência ateísta que tenta tirar o mérito de Suas mãos.


Observar o sábado é honrar o CRIADOR (Êxodo 31:16-17)"


Faça os downloads do estudo